Revista Nursing

Sírio-Libanês Ensino e Pesquisa oferece II Fórum de Pesquisa Translacional, evento cria rede de conexões para o desenvolvimento científico nacional

Nos dias 31 de janeiro e 1 de fevereiro, o Sírio-Libanês Ensino e Pesquisa realizará a segunda edição do Fórum de Pesquisa Translacional, evento bianual que promove uma rede de conexões entre pesquisadores para contribuir com o desenvolvimento da ciência brasileira. Esse ano, a programação será totalmente online e reunirá pesquisadores de diversas formações, atuantes nas principais instituições de saúde do país. Entre eles, Ésper Kallás (USP), Alexandre Cavalcanti (HCor), Patrícia Bozza (Fiocruz), Rodrigo Perez (HAOC), Iscia Lopes Cendes (Unicamp), Pedro Hallal (UFPel), Mirian Dal Ben (Hospital Sírio-Libanês) e João Victor Alessi (Dana-Faber Cancer Institute).

A agenda visa promover discussões sobre temas de pesquisa atuais com uma visão voltada para a aplicação clínica, apoiando o aprimoramento de profissionais da saúde e estimulando a investigação científica capaz de contribuir para uma melhor assistência ao paciente no curto e médio prazo. Os principais temas são:

Especialistas abordarão o uso de biomarcadores de gravidade para a COVID-19, explicarão os desenhos experimentais de estudos clínicos que avaliaram a eficácia das vacinas contra o Sars-COV-2, e comentarão estudos epidemiológicos descrevendo o alcance das diferentes variantes do vírus no Brasil.

Atualmente, biomarcadores moleculares são usados como forma de rastrear doenças precocemente ou de acompanhar e predizer respostas a tratamento. Nesta sessão será discutido o uso de biomoléculas no cenário de doença psiquiátrica e do câncer.

Pesquisadores com atuação prática descreverão o manejo respiratório e fisioterapêutico de pacientes críticos, bem como o perfil inflamatório com potencial de biomarcadores.

Cirurgiões experientes apresentarão os avanços na área de transplantes e cirurgias minimamente invasivas.

A oncologia é uma área com grande volume de desenvolvimento de novas drogas. Essa sessão descreverá as abordagens mais recentes no tratamento de câncer de mama com imunoterapia, o uso de pequenas moléculas no câncer de pulmão e da tecnologia CarT em pacientes hematológicos.

Abordagens emergentes com grande potencial terapêutico têm sido desenvolvidas e testadas no cenário de doenças neurológicas e psiquiátricas. A sessão apresentará o uso de estimulação cerebral profunda em doença de Parkinson e dor neuropática, o uso de Zika vírus como abordagem terapêutica para tumores neurológicos e modelos de neuro esferas para testes de novas drogas.

A herança genética pode predispor ou até definir o desenvolvimento de doenças como câncer, autismo e eventos convulsivos. Nessa sessão, pesquisadores apresentarão estudos recentes de cada área.

Uma das novidades dessa edição é a participação de alunos por meio da submissão de trabalhos que serão apresentados na forma de pôster ou apresentação oral. Fabiana Bettoni, Paula Fontes Asprino e Mariane Tami Amano, pesquisadoras do Sírio-Libanês Ensino e Pesquisa e coordenadoras do evento, explicam que essa é uma oportunidade para ampliar ainda mais o tema em discussão no painel, envolvendo pesquisadores em início de carreira.

Serviço

Data do evento: 31/01 e 01/02/2022, entre 09h00 e 18h20.

Modalidade: 100% online, é necessário se inscrever pelo link

Valores de inscrição variam entre R$ 130 a R$ 200.

Por: InPress Porter Novelli / Foto Ilustrativa: Pexels