SBD critica vídeo do Porta dos Fundos que faz piada com diabetes

0

O humorístico Porta dos Fundos veiculou, na semana passada, no YouTube, um esquete com um YouTuber propondo o desafio de injetar 25 mililitros de insulina no corpo, como uma paródia aos virais em que o “jogo” é consumir exageradamente algum alimento. O personagem dá diversas informações e faz comentários sobre a ação da insulina, das possíveis reações ao “experimento” e, ainda, de consequências do diabetes, claro, em tom de piada. Mas se a ideia era satirizar YouTubers e vídeos deste tipo, a escolha do tema foi infeliz. 

A Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD) emitiu nota de repúdio ao vídeo, apontando que o personagem enaltece “o uso indiscriminado e totalmente errado do hormônio, além de ridicularizar pessoas com diabetes e profissionais de saúde envolvidos no cuidado do paciente”. No texto oficial divulgado por meio da assessoria de imprensa, a organização destaca dados mundiais da International Diabetes Federation (IDF) “que evidenciam os riscos do mau controle do diabetes”, como os de que “a cada 20 segundos, uma pessoa tem amputação de membros graças à doença” e que “a condição é a maior causa de cegueira”.

Segundo a SBD, pesquisa recente do Datafolha lançada pela Coalizão Para Sobreviver indica que “apenas 5% dos brasileiros julgam necessário seguir orientações médicas para controlar o diabetes”. “Dessa forma, vídeos como o produzido pelo Porta dos Fundos reforçam a disseminação de informações equivocadas e que podem causar, direta e indiretamente, danos à saúde da população”, afirma a SBD. 

Na nota, a SBD solicita ao Porta dos Fundos “a exclusão do conteúdo e uma retratação imediata às pessoas com diabetes, às suas famílias, aos profissionais que lutam pela educação em diabetes e a vigília diária para controlar os efeitos da doença”. A organização ainda convida os representantes do canal a visitarem os ativos de comunicação e a sede da SBD para que conheçam dados e esclareçam dúvidas. 

No site da SBD, foi publicada uma nota de repúdio com comentários postados nas redes sociais, disponível pelo link diabetes.org.br. Até o início da noite de hoje (14/8), o vídeo “YouTuber” permanecia acessível. 

FONTE: Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD). Foto: ilustrativa/Shutterstock.

Share.

About Author

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Clique nas capas abaixo para acessar o conteúdo digital das edições: