Pesquisa nacional busca ampliar conhecimento sobre IgG4-RD

0

A Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP) divulgou nesta quinta-feira, 9, o financiamento de pesquisa sobre doença relacionada à imunoglobulina IgG4 (IgG4-RD). A instituição informa que esta é uma enfermidade “relativamente nova”, identificada no início dos anos 2000, e “ainda pouco compreendida”, o que pode contribuir para o subdiagnóstico. 

Trata-se de uma “afecção imunomediada que leva a uma reação fibroinflamatória, podendo afetar diversos órgãos do corpo, tais como pâncreas, pulmão, glândulas lacrimais e salivares e linfonodos”, explica a notícia divulgada à imprensa. O texto aponta que a “boca seca”, recorrente em pacientes que buscam atendimento de Otorrinolaringologia, está entre os sintomas da IgG4-RD, mas é preciso mais conhecimento para o diagnóstico e tratamento adequados.   

Uma das questões levantadas frente à doença, “pouco estudada e praticamente desconhecida”, segundo a FCMSCSP, é se pacientes com xerostomia, diagnosticados como idiopáticos ou como portadores da Síndrome de Sjogren, entre outras enfermidades, sofrem, na verdade, da IgG4-RD. Este é um dos pontos a serem observados pelo estudo, que vai buscar “estabelecer dados epidemiológicos até agora inexistentes na literatura nacional e compará-los aos existentes na literatura mundial”.      

Com coordenação de Dr. Fernando Quintanilha, a pesquisa terá o apoio do Fundo de Amparo à Pesquisa da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FAP-FCMSCSP), patrocinado pela Fundação Arnaldo Vieira de Carvalho, mantenedora da entidade. 

A matéria original da FCMSCSP está acessível em fcmsantacasasp.edu.br. 

FONTE: Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP). Foto: ilustrativa/Can Stock Photo.

Share.

About Author

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Clique nas capas abaixo para acessar o conteúdo digital das edições: