Pesquisa aponta desconhecimento da população sobre colesterol

0

Aproveitando a proximidade do dia 8 de agosto, “Dia Nacional de Combate ao Colesterol”, a BP — A Beneficência Portuguesa de São Paulo anunciou no início da semana alguns dos resultados de uma pesquisa que revelou desconhecimento da população brasileira sobre o assunto. O estudo foi realizado pela instituição com 600 pessoas das 5 regiões do Brasil, informa matéria da BP divulgada à imprensa. 

Segundo a notícia, 72% dos entrevistados consideram o índice alto de colesterol prejudicial à saúde, mas 40% não sabem ou não lembram a diferença entre colesterol bom ou ruim. Trinta por cento (30%) souberam fazer essa diferenciação, sendo que apenas 6% mencionaram os tipos HDL, LDL e VLDL. 

No entendimento de 63% dos participantes, má alimentação e ingestão excessiva de gorduras são as principais causas de alterações nos níveis de colesterol. O sedentarismo foi apontado por 20% como causa do problema, 9% afirmaram não saber e 8% ficaram divididos entre diversos fatores, como tabagismo, estresse, obesidade e doenças do coração. 

Ainda de acordo com as informações da BP, para 58%, manter a alimentação saudável é o bastante para evitar problemas de colesterol, 28% acreditam que exercícios físicos são a principal forma de prevenção, 13%, evitar ingerir frituras e gorduras, e, para 1%, não fumar, não beber e não usar drogas previnem o colesterol desregulado.

“A maior parte das pessoas acredita que a causa do colesterol alto é a má alimentação. Isso é um ledo engano. Apenas 30% do colesterol vêm da alimentação e os outros 70% são produzidos pelo próprio organismo. Portanto, pessoas com alimentação saudável, magras e ativas também podem ter o colesterol elevado devido a um fator genético”, explica Marcelo Ferraz Sampaio, cardiologista da BP e orientador da pesquisa, na matéria da BP. 

O texto destaca que, para o especialista, os resultados do estudo são preocupantes, evidenciando um conhecimento parcial sobre o tema por parte da população, o que dificulta a prevenção e o tratamento de doenças relacionadas ao colesterol, como o infarto.    

FONTE: BP — A Beneficência Portuguesa de São Paulo. Foto: ilustrativa/CanStockPhoto.

Share.

About Author

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Clique nas capas abaixo para acessar o conteúdo digital das edições: