Mercado Livre vai doar R$ 5 milhões para o combate à pandemia no Brasil

0

Valor será destinado para ajudar a promover segurança alimentar e contribuir para a saúde pública, iniciando com a doação de R$ 1 milhão para o Instituto Butantan

Diante do agravamento da crise provocada pela pandemia da Covid-19 e da necessidade de iniciativas urgentes em seu enfrentamento, o Mercado Livre vai doar R$ 5 milhões em esforços somados com parceiros e organizações não governamentais. As iniciativas estão focadas principalmente no combate à fome e na disponibilização de recursos e insumos para a saúde pública.

Como primeira ação, o Mercado Livre acaba de formalizar a doação de R$ 1 milhão para o Centro de Vacinas do Instituto Butantan, principal produtor de imunobiológicos do Brasil. O valor vai viabilizar o novo prédio do Instituto Butantan que abrigará a produção de vacinas contra a Covid-19. Com isso, a empresa passa a integrar a lista de 41 companhias que irão repassar parte de suas receitas para a fábrica de vacinas.

As iniciativas do Mercado Livre contemplam também o aporte de R$ 2 milhões para compra de insumos para o SUS, com foco nos estados da Bahia, Minas Gerais, Santa Catarina e São Paulo. A alocação dos recursos será feita em parceria com o Fundo UNA+, fundo emergencial do Grupo +Unidos, para a compra de equipamentos hospitalares, indicados pelos serviços de saúde público como prioritários para o tratamento da Covid. A empresa oferecerá também, por meio do Mercado Envios, seu braço logístico, apoio no transporte de vacinas e máscaras.

“O Mercado Livre tem o compromisso de contribuir com as comunidades em que atua e com a sociedade em geral, agora ainda com mais urgência diante do cenário desafiador imposto pelo avanço da pandemia do coronavírus. Acreditamos que o esforço conjunto – com essas e outras iniciativas em que atuamos – é o caminho para superarmos a crise de maneira coletiva”, conta Laura Motta, Gerente de Sustentabilidade do Mercado Livre no Brasil.

Brasil sem Fome

O Mercado Livre também firmou parceria com a ONG Ação da Cidadania e doará R$ 2 milhões para a Campanha Brasil Sem Fome. A ONG, junto com sua grande rede de comitês e voluntários, convocou mais uma vez a sociedade civil e o setor privado para levar alimentos aos mais atingidos pela crise da pandemia da Covid-19 e pelo hiato no programa de auxílio emergencial. Além disso, a empresa vai colocar seu ecossistema para mobilizar que seus usuários também contribuam com a campanha de doação, que funcionará em duas frentes: via aplicativo do Mercado Pago, através do Botão Doar, e por meio de uma Loja Solidária no Marketplace da empresa, que será lançada na semana que vem.

“É extremamente relevante que nesse momento de crise aguda, que empresas privadas como o Mercado Livre olhem para a segurança alimentar da população. A fome não espera. Além disso, é muito potente contar com a tecnologia para mobilizar a sociedade para ajudar a mitigar esse problema urgente”, diz Rodrigo “Kiko” Afonso, CEO da Ação da Cidadania.

Desde o ano passado o Mercado Livre tem se mobilizado no enfrentamento da pandemia com ações dentro e fora de seu ecossistema. Em janeiro deste ano, a companhia se juntou a outras 14 grandes empresas e entidades na força-tarefa “Juntos pelo Amazonas”, para realizar uma ação solidária com o objetivo de apoiar a região. O grupo fez uma doação para o programa Unidos Contra a Covid-19 da Fiocruz no valor de R$ 1,6 milhão, referente a uma usina de produção de oxigênio, para dar suporte aos hospitais públicos da região.

E o Mercado Pago, fintech do Mercado Livre, vem mobilizando doações desde o início da pandemia por meio do seu aplicativo. Desde março de 2020, mais de R$ 1,5 milhões já foram arrecadados para causas de ajuda humanitária, alimentação, saúde e moradia.

Fonte: Mercado Livre / Imagem ilustrativa: Pixabay

Share.

About Author

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Clique nas capas abaixo para acessar o conteúdo digital das edições: